Como funciona a cabeça do consumidor?

Como funciona a cabeça do consumidor?

10/05/2022 Uncategorized 0
Cabeça do consumidor

O que será que se passa na cabeça do consumidor durante sua jornada de compra? No momento da tomada de decisão, o que faz com que ele adquira ou não o produto ou serviço a ser vendido?

Entender como funciona a cabeça do consumidor e o que coopera para sua conversão pode fazer com que as vendas da sua equipe aumentem exponencialmente.

Afinal, existem diversos tipos de consumidor. E a partir do momento que você define o público-alvo do seu negócio, precisa:

  • Estudá-los;
  • Entender suas dores e vulnerabilidades e como o seu produto ou serviço pode beneficiá-lo.

Cada consumidor é captado de uma forma, mas o que todos têm em comum é o anseio por experienciar uma jornada de compra satisfatória,.

Sentir que além do vendedor querer vender o produto o serviço, mais importante do que isso, é oferecer a solução certa para o problema que está à sua frente.

Você já se perguntou o que faz com que o consumidor coloque em seu carrinho o produto ou serviço da concorrência ao invés do seu?

Esse é um questionamento importante, e talvez o primeiro para que finalmente você consiga entender como funciona a cabeça do consumidor.

Leandro Miletto Tonetto, psicólogo, mestre, doutorando em Psicologia, professor da ESPM-RS, explica:

“Os fatores humanos que interferem no consumo, como percebemos e representamos mentalmente as marcas e o que fazer diante do “esvaziamento” de significados da vida, o que faz o consumidor comprar para suprir diversas necessidades”.

Saber como funciona a mente do consumidor vai muito além da decisão de compra, podemos dizer que essa decisão será uma consequência de outros fatores, como:

  • Comportamento do consumidor;
  • Valores humanos;
  • Fatores culturais, sociais, pessoais e psicológicos;
  • Estilo de vida.

Esses são alguns aspectos importantíssimos para que você vendedor aprenda como funciona a cabeça do consumidor e consiga tirar o melhor proveito possível da jornada de compra dele.

Se você vendedor, souber compreender os fatores humanos que interferem no consumo, entendendo como cada pessoa constrói e mantém relações com marcas ou produtos, a partir daí, conseguirá desenvolver uma melhor estratégia de venda e consequentemente vender e satisfazer mais pessoas.

Afinal, o que o consumidor está buscando?

Hoje em dia o consumidor tende a querer estabelecer uma espécie de identificação com o produto que quer adquirir.

Dessa forma, é natural que ele busque atribuir características humanas a produtos ou serviços.

O mercado vem se tornando cada vez mais variável, isso quer dizer que se antes o consumidor tinha poucas opções de produtos ou serviços, hoje a história é diferente.

Por conta da enorme variedade do mercado, o consumidor consegue buscar dentro da melhor marca o produto ou serviço que melhor o representa, como se fosse um reflexo dele.

E é exatamente por isso que cada vez mais as empresas vêm se adequando aos seus consumidores.

Com o objetivo que eles sintam-se familiarizados ali, assim, ferramentas como a pesquisa sobre o comportamento do consumidor se tornou algo imprescindível dentro do mundo dos negócios.

Para entender melhor a cabeça do consumidor, podemos compará-lo a um amigo.

Um amigo é aquela pessoa com quem dividimos experiências e valores, certo?

Pensando nisso, como você irá construir uma relação de amizade com o seu cliente sem antes conhecer os valores e experiências dele?

Vale lembrar, que a identidade da sua marca ou produto é criada a partir da experiência na jornada de compra do seu cliente. A melhor propaganda do seu produto ou serviço será feita pelo seu consumidor.

Embora o cenário já tenha melhorado, muitas pessoas buscam em produtos a sensação de sentirem-se preenchidas. Como se o produto ou serviço adquirido fosse confortá-la emocionalmente.

E como as empresas e  vendedores podem se beneficiar dessa situação? Simples, estabelecendo uma conexão emocional com seu cliente!

O relacionamento entre cliente e vendedor é construído através de pilares que compõem um relacionamento normal. O consumidor que se sentir ouvido, compreendido.

Você gostaria de ir até um local em que o vendedor não lhe dê a devida atenção ou o melhor atendimento? 

Ele pode no momento até não ter a melhor solução para a sua dor, mas quando ele se dispõe a ajudá-lo mesmo assim, dentro dessa atitude encontramos algo chamado PROPÓSITO, e é isso que o consumidor procura.
Se o consumidor não recebe um atendimento atencioso, logo, naturalmente irá associar a emoção ruim que teve diretamente àquela loja ou produto, e isso acaba o incapacitando de retornar em outra situação.

Uma única experiência do consumidor pode ditar se o relacionamento com aquela marca, produto ou serviço será duradoura ou não.

Outro ponto muito importante é baseado nas empresas que usam causas sociais com o intuito de querer comover o consumidor e assim captá-lo. 

Ao contrário do que se pensa, esse uso da causa social em pró da empresa só irá afastar ainda mais o consumidor, causando, emoções ruins que não coincidem com seus princípios.

Quando você conhece a cabeça do seu consumidor, passa a ter vantagens, como:

  • Maior assertividade nas estratégias de marketing;
  • Planejamentos mais adequados;
  • Redução de prejuízos;
  • Melhor escolha do canal e da linguagem da mensagem;
  • Maior satisfação do cliente;
  • Aumento das vendas.
Como já falamos por aqui, para descobrir como funciona a cabeça do consumidor você precisa conhecê-lo a fundo, para isso, é importante se atentar a alguns aspectos como:
  • Idade;
  • Localização;
  • Gênero;
  • Estado civil;
  • Renda média mensal;
  • Escolaridade;
  • Ocupação;
  • Hábitos de consumo;
  • Dores, desejos e necessidades;
  • Nível de afinidade com a marca;
  • Assuntos de maior interesse;
  • Principais fontes de informação;
  • Redes sociais favoritas;
  • Hobbies;
  • Principais influenciadores nas decisões de compra;
  • Motivos que o fez escolher a marca, etc.

Esse conhecimento sobre o perfil do seu consumidor irá servir como um radar, com ele você saberá o que fazer, quando fazer, logo, apresentando uma jornada de compra satisfatória ao seu cliente.

Pregão de Guerra te ajuda a conhecer a cabeça do consumidor

Agora que você descobriu as 5 habilidades que te farão um excelente vendedor, chegou o momento de virar a chave e correr por outros caminhos.

Então,o que você está esperando que ainda não faz parte dos nossos vários clientes que transformaram seu modo de vender?

O pregão de guerra é um evento que vai te fazer alcançar um sonho que até então você pensava ser impossível:

VOCÊ VAI VENDER 1 MÊS EM 1 DIA!

Todo vendedor com certeza já sonhou com isso, e o pregão de guerra criou vida para realizar o SEU SONHO!

Eu poderia listar inúmeros motivos para que você entre em contato conosco AGORA, mas, vou deixar que tire suas próprias conclusões.

Então, vou deixar aqui o nosso site onde você pode ver com seus próprios olhos os depoimentos de alguns clientes nossos que revolucionaram a forma de vender.

Depois disso, vou esperar entrar em contato conosco para nos conhecermos melhor e realizarmos sonhos.