Vendas: descubra os 5 principais tipos

Vendas: descubra os 5 principais tipos

28/04/2022 Uncategorized 0
vendas

A World Federation of Direct Selling Associations (WFDSA) – Federação Mundial das Associações de Vendas Diretas, publicou que o mercado brasileiro de vendas é o 6º maior do mundo desde 2020. 

Vender não é tão simples quanto pensamos, não é apenas escolher o serviço ou produto e começar a vender.

Muito pelo contrário, cada serviço ou produto se adapta a um tipo específico de venda e é importante que você saiba quais são os principais tipos de vendas e entenda qual é o melhor para o seu segmento.

Identificar qual o melhor tipo de venda para o seu produto ou serviço, automaticamente lhe ajudará com as etapas seguintes:

  • Planejamento
  • Definição de estratégia de vendas
  • Prospecção
  • Levantamento das dores do seu público alvo
  • Proposta
  • Negociação
  • Tomada de decisão
  • Pós venda

São essas etapas que vão ditar se suas vendas serão ou não um sucesso, e se você tem alguma dúvida sobre elas, vou deixar aqui um artigo que irá te ajudar

Agora, para começar começar com o pé direito ou até mesmo corrigir o seu modelo de negócio, vou te apresentar os 5 principais tipos de vendas.

Espero que ao final desse artigo você tenha descoberto o melhor caminho para o seu produto ou serviço.

Todos os anos as empresas estudam e trabalham em prol de fazer com que sua equipe de vendas consiga ter uma alta performance, assim, vendendo mais, trazendo maior lucratividade para a empresa e acima de tudo contribuindo para a satisfação e fidelização do cliente.

Porém, como buscar maneiras de melhorar resultados sendo que muitas empresas não sabem qual o tipo de venda que melhor se enquadra no produto ou serviço que decide comercializar.

É por isso que apesar de existirem inúmeras estratégias e planejamentos, muitas empresas acabam se tornando medianas.

Afinal, por mais que a estratégia seja excelente, o método de venda é equivocado.

Por isso, é tão importante que você conheça tudo sobre os 5 principais tipos de vendas e é isso que você verá daqui para frente.

1. Venda direta

Aposto que você já se deparou com inúmeros modelos de vendas diretas mas nunca soube que levavam esse nome. 

Na venda direta não é necessário um estabelecimento comercial de fato.

O que caracteriza as vendas diretas são exatamente a presença de revendedores autônomos que comercializam produtos ou serviços de uma marca específica.

Logo, nesse modelo de vendas podemos enquadrar grandes marcas, como:

  • Avon
  • Natura
  • Hinode
  • Yakult

Essas são apenas algumas das inúmeras marcas que escolheram o modelo de vendas diretas para comercializar seus produtos.

Em algum momento você ou algum familiar já foi abordado por algum vendedor dessas marcas, os vendedores compraram esses produtos e passam a vendê-los com uma margem de lucro maior.

Pensando nisso, se o seu negócio está a procura de distribuir produtos ou serviços de forma ampla e com um baixo custo.

Então, o modelo de vendas diretas é o recomendado.

2. Venda indireta

Da mesma forma que existe a venda direta, também temos o modelo de vendas indiretas e é importante que saibamos as diferenças de um modelo para outro para que não venhamos nos confundir.

Nesse modelo, uma empresa depende de outra para que seus produtos cheguem ao consumidor final.

E assim, como no tópico anterior, com certeza você já se deparou com esse modelo de venda mas não sabia.

Quer ver só?

Vamos chamar os supermercados de empresa secundária, eles não produzem seus próprios produtos, pelo contrário, dependem de fornecedores (empresa primária)

Então, compram os produtos dos fornecedores para que assim repassem para o consumidor final eu e você.

A principal característica do modelo de vendas indiretas é o fato da existência de canais de distribuição dentro do processo comercial.

3. Venda consignada

Esse estilo de venda é mais comum entre empresas que fazem a comercialização de produtos entre varejistas e distribuidores.

A dinâmica acontece da seguinte forma:

Uma determinada quantidade de produto é vendida para o varejista ou distribuidor.

Caso aconteça de toda a mercadoria não conseguir ser comercializada até o consumidor final, a empresa que realizou a venda para o varejista ou distribuidor fará o recolhimento da mercadoria restante e não cobrará o valor dessa quantidade em específico.

Em um modo geral, o varejista ou distribuidor, não pagará pela mercadoria que não conseguiu vender.

A cobrança é feita apenas sob os produtos ou serviços que vão ser comercializados para o consumidor final.

Assim, a principal característica desse modelo de venda é a redução de custo de manutenção do estoque.

4. Venda Casada

De acordo com o artigo 39 do Código de Defesa do Consumidor, a venda casada deve ser evitada:

Art. 39 – é vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas:

I – condicionar o fornecimento de produtos ou serviços ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos”.

Tenho certeza que você já saiu para se divertir, pagou pela entrada em um local e ao chegar lá se deparou com um aviso de “consumação mínima”.

Esse é apenas um dos inúmeros casos em que a venda casada é proibida.

Se você já foi à procura por aquele celular dos sonhos a um bom preço e se deu conta que se adquirisse o celular, automaticamente estaria adquirindo um plano de dados com um valor super alto, esse também é um bom exemplo de compra casada.

É exatamente pela enorme quantidade de vendas casadas que acontecem em nosso país, que dificilmente sabíamos que a prática é proibida.

Impor na compra de um produto a aquisição obrigatória de outro produto ou serviço é o que caracteriza esse modelo de venda.

5. Venda B2B

Também conhecida como “venda corporativa”, esse modelo de venda nada mais é do que a comercialização de produtos ou serviços entre empresas.

Nesse caso não existe consumidor final, o que existe é uma empresa oferecendo uma solução para outra empresa.

Apesar de não se tratar de uma venda entre empresa e consumidor final, o modelo de venda corporativa é mais complexo do que aqueles que vimos anteriormente.

A proposta feita pelo representante necessita de aprovação e passa pelo gerenciamento de muitas pessoas, assim, fazendo com que o processo seja mais burocrático.

Esse tipo de venda necessita de um vendedor muito bem preparado.

E para entender melhor sobre esse assunto, vou deixar aqui um artigo que vai te ajudar nessa descoberta.

Como você pode ver ao longo do texto, um modelo de venda é muito diferente do outro.

E cada um possui características que são verdadeiros diferenciais para fazer da comercialização do seu produto ou serviço um verdadeiro sucesso.

E como eu disse, essa escolha pelo modelo de venda é muito importante.

Depois de descobrir os 5 principais tipos de vendas você quer de uma vez por todas subir o nível do seu negócio, chegou a hora!

Pregão de guerra é o modelo de venda para você

Agora que você descobriu os 5 principais tipos de vendas, chegou a hora de cumprir o que prometi no começo.

E tenho uma surpresa para você e vou revelar agora!

Se você não conhece o pregão de guerra, preciso te perguntar por onde você estava andando esse tempo todo?

Então, vou te apresentar! 

O pregão de guerra nada mais é do que um evento que vai te fazer alcançar um sonho que até então você pensava ser impossível:

VOCÊ VAI VENDER 1 MÊS EM 1 DIA! 

Todo vendedor com certeza já sonhou com isso, e o pregão de guerra criou vida para realizar o SEU SONHO!

Eu poderia listar inúmeros motivos para que você entre em contato conosco AGORA, mas, vou deixar que tire suas próprias conclusões.

Então, vou deixar aqui o nosso site onde você pode ver com seus próprios olhos os depoimentos de alguns clientes nossos que revolucionaram a forma de vender.

Depois disso, vou esperar entrar em contato conosco para nos conhecermos melhor e realizarmos sonhos.